sexta-feira, 9 de janeiro de 2009




O MAR E EU
Penso que a vida é uma corrente marinha que me arrasta. Nela atravesso campos e lugares. Porto que não encontro no caminho. Vou navegando sem rumo Sem direção.Nem sempre meu mar é límpido e pacato, muitas vezes ele se enfurece e destroi , com vagalhões enormes, arrastando sonhos, esperanças e vontades.Mar de ilusões e beleza! nua estou nas tuas águas! nua permaneço a espera da tristeza sossegada, que faz a gente ficar mais bonita. Sabemos quem somos e de quem somos. Diferente da tristeza feia, onde o desespero toma nossa alma para si.No mar que navego, existem cores, sonhos e desejos. Nele sou a pura sintonia com o amor que abraça e recompõe vidas destruídas.Paisagem que minha alma mora, me transformando em cartas de amor que nunca mandei para o meu amado.Amante do mar é o que sou! nele me lanço e amo. Nele me entrego apaixonada.Ele me mostra a beleza e a profundeza da mais perfeita criação de amor que jamaisencontrei na terra.
MÁRCIA ROCHA
09/01/2009

Um comentário: